Saiba 4 dicas para a higiene correta de seu implante dentário

Saiba 4 dicas para a higiene correta de seu implante dentário

outubro 15, 2021 0 Por admin

A associação entre higiene e implante dentário é uma conexão que deve ser feita com frequência entre os pacientes que investem nesse tipo de tratamento. 

Isso porque, a negligência desses cuidados é capaz de interferir na saúde de todos os tecidos orais e no funcionamento do organismo. 

Afinal, como o implante dentário é um procedimento cirúrgico que visa inserir um dispositivo metálico nos ossos maxilares ou mandibulares, o acometimento de bactérias na região é capaz de causar não somente o surgimento de doenças graves, como também pode comprometer a integridade da intervenção.  

Por isso, é fundamental que as pessoas estejam cientes dos riscos de uma higienização inadequada e sobre as melhores formas de manter o sorriso saudável e sem complicações.  

Importância de manter uma boa higienização na prótese dentária

implante dentario

O implante dentário é um tratamento odontológico estético que possui efeitos funcionais muito importantes na saúde dos pacientes. 

Isso porque, como ele faz a sustentação das estruturas protéticas, a sua inserção é essencial para a recuperação da mastigação, da dicção e da autoestima das pessoas.

Contudo, assim como no caso da lente de dente, o cuidado com a higienização da cavidade oral é fundamental, tanto durante a recuperação do tratamento, quanto em todos os momentos após essa intervenção. 

Isso se dá porque a limpeza inadequada do acessório ou dos tecidos bucais pode propiciar a formação da placa bacteriana que, ainda que não cause danos à prótese sintética, é capaz de originar irritações nos tecidos gengivais, como a mucosite ou a peri-implantite.  

No caso da mucosite – que é uma inflamação mais branda dos tecidos gengivais –, as lesões causadas na região podem ser revertidas sem que haja danos importantes no tecido ósseo ou no implante dentário.  

Contudo, a peri-implantite – que aparece quando essa inflamação mais branda não é controlada a tempo – passa a atacar os tecidos mais internos da gengiva, comprometendo os ossos faciais que fazem a sustentação do implante.  

Assim, o paciente corre o risco não somente de perder o implante dentário e as demais estruturas naturais restantes na boca, como também de contrair doenças sistêmicas que afetam todo o organismo, como: 

  • Enfermidades cardiovasculares; 
  • Pneumonias crônicas; 
  • Inflamação recorrente da sinus; 
  • Artrose; 
  • Diabetes. 

4 formas de garantir a limpeza correta dos implantes 

Considerando que a cavidade bucal possui uma grande quantidade de bactérias, vírus e fungos, todo cuidado com a higienização é pouca. Especialmente para os pacientes que possuem tratamentos odontológicos como o implante dentário.  

Contudo, é bastante comum que os pacientes que tenham colocado esse acessório a pouco tempo, sintam alguma dificuldade ou dúvidas quanto à forma correta de manter a limpeza do dispositivo. Por isso, é crucial se atentar a questões como: 

  1. Escove os dentes frequentemente 

Por se tratar de dentes protéticos, assim como acontece com a lente de contato dental de resina, muitos pacientes acabam negligenciando o cuidado com a limpeza bucal por acharem que não estão mais sujeitos às doenças de antes, o que é um erro grave. 

Por isso, é preciso fazer uma escovação caprichada três vezes ao dia – ou após todas as refeições –, especialmente antes de dormir. 

Já os indivíduos que possuem a diabetes precisam ter esse cuidado ainda mais redobrado, sendo recomendado até umas escovações extras durante o dia.  

  1. Use sempre o fio dental 

O fio dental é uma parte da rotina de limpeza bucal que geralmente é deixada de lado pelos pacientes, justamente por ser uma atividade que requer mais atenção e cuidado. 

Mas, após intervenções tão grandes como o implante ou as lentes de porcelana, esse item de higiene se torna ainda mais imprescindível. 

Pois, o fio é o único acessório capaz de remover a placa bacteriana e os restos de comida do sulco gengival e do meio dos dentes. Assim, através dessa precaução as pessoas conseguem impedir o aparecimento de doenças e o comprometimento do implante. 

  1. Utilize os acessórios adequados 

Os acessórios de limpeza bucal devem permanecer os mesmos de antes, sendo utilizados escovas com cerdas macias e o creme dental. 

No entanto, também é possível optar por uma escova especialmente feita para dentes sensíveis, que têm materiais ultra macios e pontas superfinas.  

Também é recomendado o uso de escovas interdentais – geralmente utilizadas por pacientes que possuem o aparelho dental de porcelana –, que permitem a escovação dos espaços entre o implante e a prótese.  

No caso dos pacientes diabéticos, o uso de um enxaguante bucal que contenha gluconato ou flúor é ainda mais importante para auxiliar no combate à formação da placa bacteriana.  

  1. Realize visitas regulares com o dentista 

As visitas odontológicas de rotina são indicadas a todos os pacientes, pelo menos, uma vez a cada seis meses. 

No entanto, assim como nos demais tratamentos estéticos – como com as facetas de porcelana antes e depois –, elas precisam ser feitas pontualmente por quem tem o implante dentário.  

Pois, além de realizar as manutenções necessárias, o dentista pode fazer uma limpeza profunda e o tratamento precoce de condições que podem comprometer a saúde do paciente e integridade dos procedimentos. Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Networkflow, especializada em materiais para network, empreendedorismo e dicas para a saúde e retenção de funcionários.